Blog

Saúde Mental é tema de campanha

Segundo estudos recentes, os sentimentos frequentes de tristeza e depressão atingem 40% da população brasileira e outros 50% da mesma população apresentam ansiedade e nervosismo. E quanto aos jovens, 22% dos brasileiros de 15 a 24 anos se sentem deprimidos ou têm pouco interesse em ‘fazer coisas’.

Assim, a atenção de todos com os cuidados com a mente, com as emoções, consigo mesmo e com as outras pessoas adquire cada vez mais importância em nossas vidas.

E janeiro foi escolhido pela simbologia do recomeço e da “folha/tela em branco”, mês em que as pessoas estão mais envolvidas com planos e metas para um novo ano. Então, podemos aproveitar, desde o início do ano, para priorizar a paz interior, a qualidade emocional de vida, os cuidados com a saúde do corpo e da mente.

Dicas de cuidados com a saúde mental

  • Dedique um tempo para cuidar de você mesmo(a), para fazer o que gosta e cultivar hobbies;
  • Reconheça seus limites, você não precisa dar conta de tudo. Não se compare com os outros e não se cobre tanto;
  • Não reclame pelo que você não tem, seja grato e valorize suas conquistas;
  • Mantenha sua alimentação equilibrada e hidrate-se bem;
  • Pratique atividades físicas regularmente;
  • Durma bem , com sono de qualidade;
  • Esteja em contato com a natureza;
  • Desenvolva sua espiritualidade;
  • Planeje seu dia, organize seu tempo e estabeleça suas prioridades;
  • Mantenha equilíbrio entre sua vida pessoal e profissional;
  • Aprenda a dizer não e evite a sobrecarga de trabalhos e compromissos;
  • com objertivo Esteja cercado(a) de pessoas que te fazem bem, que te valorizem e em quem você pode confiar e obter apoio;
  • Não guarde mágoas, perdoe;
  • Reconheça suas emoções, aprenda a lidar com elas e expresse seus sentimentos com clareza;
  • Cuide do seu corpo, de sua mente e de suas emoções;
  • Procure se conhecer melhor, buscar boas formas de lidar com as adversidades e conflitos;
  • Não hesite em procurar ajuda profissional para saber lidar com suas emoções, medos e frustrações
  • Se puder, faça terapia!

Essas são algumas dicas de como cuidar da saúde mental e emocional com pequenas atitudes no dia a dia. E se deseja lidar melhor com as emoções e adversidades da vida, não hesite em procurar um psicólogo, um terapeuta.

A Campanha Janeiro Branco foi criada pelo psicólogo mineiro Leonardo Abrahão e em 2022 chega à sua 9a. edição com objetivo de promover uma cultura pela Saúde Mental.

Cuidados com a pele no verão

Com a retomada das atividades e a chegada do verão é essencial redobrar os cuidados com a pele. A campanha Dezembro Laranja da Sociedade Brasileira de Dermatologia de 2021 destaca a importância da fotoproteção e a necessidade de respeitar as orientações das autoridades sanitárias de controle da Covid-19.

Medidas de Prevenção

  • Evitar exposição prolongada ao sol entre o período de 10 às 16 horas
  • Aplicar na pele, antes de se tomar sol, protetor solar com fator de proteção de no mínimo 15.
  • Usar filtro solar próprio para os lábios
  • Usar roupas adequadas, bonés ou chapéus com abas largas e óculos escuros com proteção UV
  • Utilizar barracas ou sombrinhas para se abrigar do sol
  • Consultar o dermatologista pelo menos uma vez por ano para realizar exame completo da pele.

Sintomas e sinais de alerta

O câncer da pele pode se manifestar como pintas, manchas, feridas ou outras lesões. E os sintomas da doença podem variar de acordo com a área afetada. Isso pode incluir nódulos na pele, inchaço nos gânglios linfáticos, falta de ar ou tosse, dores abominais e de dores de cabeça.

Assim, é importante observar os seguintes sintomas:

  • Uma lesão na pele de aparência elevada e brilhante, translúcida, avermelhada, castanha, rósea ou multicolorida, com crosta central e que sangra facilmente;
  • Uma pinta preta ou castanha que muda sua cor, textura, torna-se irregular nas bordas e cresce de tamanho;
  • Uma mancha ou ferida que não cicatriza, que continua a crescer apresentando coceira, crostas, erosões ou sangramento.

Para auxiliar na identificação dos sinais perigosos, basta seguir a Regra do ABCDE:

Fatores de Risco:

  • Exposição prolongada , repetida e sem proteção ao sol ( raios ultravioletas – UV), principalmente na infância e na juventude
  • Exposição à câmara de bronzeamento artificial
  • Ter a pele e olhos claros, cabelos ruivos ou louro, ou ser albino
  • Ter história familiar ou pessoal de câncer de pele

A Sociedade Brasileira de Dermatologia recomenda :

Em caso de surgimento de sinais e sintomas suspeitos, o médico dermatologista deve ser consultado para fazer o diagnóstico precoce do quadro. Se for constatada uma lesão cancerosa, ele orientará o início do tratamento. É preciso prestar a atenção em pintas que crescem, manchas que aumentam, sinais que se modificam ou fe­ridas que não cicatrizam pois podem revelar o câncer de pele. A rotina do autoexame facilita o reconhecimento dos casos.